out 22

Lexin

Lexin é destinado ao tratamento de infecções do trato respiratório

Tire suas dúvidas

Quando usar

  • Sinusite;
  • Otite;
  • Amigdalite;
  • Faringite;
  • Infecções da pele e tecidos moles (tecidos que ficam por baixo da pele) como erisepela (infecção de pele);
  • Infecções dos ossos;
  • Infecções da bexiga e dos rins;
  • Infecções dos dentes.

Possui efeitos colaterais?

Lexin é contraindicado a pacientes com alergia à cefalexina, às penicilinas ou a quaisquer outros componentes da fórmula do produto.

Modo de usar e doses

Como usar o Lexin

Para preparar Lexin, coloque água (temperatura ambiente entre 15°C e 30°C) até a marca indicada no rótulo e agite levemente o frasco; se necessário complete novamente com água até a marca; tampe e agite bem o frasco.

Lexin deve ser administrado por via oral.

Agite bem o frasco de Lexin suspensão oral todas as vezes que utilizar o produto.

Posologia do Lexin

Adultos

As doses para adultos variam de 1 a 4g diários, em doses fracionadas. A dose usual para adultos é de 250mg a cada 6 horas.

Para faringites estreptocócicas, infecções da pele e estruturas da pele e cistites não complicadas em pacientes acima de 15 anos de idade, uma dose de 500mg pode ser administrada a cada 12 horas.

O tratamento de cistites deve ser de 7 a 14 dias.

Para infecções do trato respiratório causadas por S. pneumoniae e S. pyogenes uma dose de 500mg deve ser administrada a cada 6 horas. Para infecções mais graves ou aquelas causadas por microrganismos menos sensíveis poderão ser necessárias doses mais elevadas.

Se doses diárias de Lexin acima de 4g forem necessárias, deve ser considerado o uso de uma cefalosporina parenteral, em doses adequadas.

Exemplos de doses de Lexin suspensão oral 250mg/5mL para adultos:

  • 250mg corresponde a 5mL;
  • 500mg corresponde a 10mL;
  • 1g corresponde a 20mL.

Idosos

A dosagem é como a de adultos. A dosagem deve ser reduzida caso a função renal fique acentuadamente comprometida.

Crianças

A dose diária recomendada para crianças é de 25 a 50mg por kg de peso em doses divididas.

Para faringites em pacientes com mais de um ano de idade, infecções dos rins e infecções da pele e estruturas da pele, a dose diária total poderá ser dividida e administrada a cada 12 horas.

Exemplos de doses de Lexin suspensão oral 250mg/5mL, conforme o peso da criança:

Dose de 25mg/kg/dia:

  • A criança com 20kg de peso deve tomar 2,5mL, quatro vezes ao dia ou 5,0mL, duas vezes ao dia;
  • A criança com 40kg de peso deve tomar 5,0mL, quatro vezes ao dia ou 10,0mL, duas vezes ao dia.

Dose de 50mg/kg/dia:

  • A criança com 20kg de peso deve tomar 5,0mL, quatro vezes ao dia ou 10,0mL, duas vezes ao dia;
  • A criança com 40kg de peso deve tomar 10,0mL, quatro vezes ao dia ou 20,0mL, duas vezes ao dia.

Pacientes com comprometimento de função renal reduza a dosagem caso a função renal fique acentuadamente comprometida.

Nas infecções graves, a dose pode ser dobrada.

No tratamento da otite média, os estudos clínicos demonstraram que são necessárias doses de 75 a 100mg/kg/dia em 4 doses divididas.

No tratamento de infecções causadas por estreptococos beta-hemolíticos (bactérias), a dose deverá ser administrada por 10 dias, no mínimo.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Lexin é um antibiótico, que age destruindo as paredes das bactérias e assim impedindo a sua proliferação.

Antes de você iniciar o tratamento com Lexin, deve-se pesquisar cuidadosamente quanto a reações anteriores de hipersensibilidade à cefalexina e às penicilinas.

Qualquer paciente que tenha demonstrado alguma forma de alergia, particularmente as penicilinas e à cefalexina, deve receber antibióticos com cautela, não devendo haver exceção com Lexin.

Se ocorrer uma reação alérgica ao Lexin, suspenda o medicamento e procure o seu médico ou cirurgião-dentista que ele indicará outro tratamento. O uso prolongado com Lexin poderá desenvolver bactérias resistentes.

Lexin deve ser administrado cautelosamente em pacientes com doença dos rins.