jan 21

Pro Gastro 30ml

Trata e previne gastrite, úlceras e casos de vômitos

vômitos, gastrites, úlceras

Tire suas dúvidas

Quando usar

INDICAÇÕES:

Produto homeopático indicado para a prevenção e tratamento dos casos de vômitos, gastrites e úlceras gástricas em seus diferentes graus de intensidade, de cães, gatos e outros animais de companhia.

Possui efeitos colaterais?

Sem contraindicações. Não oferece riscos à saúde em caso de superdosagem. Em caso de dúvidas consulte um Médico Veterinário .

Modo de usar e doses

DOSES PADRÃO:

  • Cães de pequeno porte: 01 borrifada, 03 vezes ao dia.
  • Cães de médio porte: 02 borrifadas, 03 vezes ao dia.
  • Cães de grande porte: 03 borrifadas, 03 vezes ao dia.
  • Gatos: 01 borrifada, 03 vezes ao dia.

POSOLOGIA E MODO DE USAR:

O produto pode ser administrado diretamente na mucosa oral, na água de bebida ou no alimento do animal.

  • Na mucosa oral: expor a parte interna da bochecha (mucosa bucal) e dirigir as borrifadas sobre ela, facilitando o contato direto do medicamento.
  • Na água de bebida: colocar as doses total do dia indicadas de acordo com o porte do animal na água de bebida.
  • No alimento: sobre os alimentos (rações, leite, etc), borrifando o produto imediatamente antes de oferecer o alimento ao animal.

É fácil identificar nos humanos sinais de gastrite e úlceras devido à queimação no estômago. Porém, os animais somente dão indícios da doença quando mudam o comportamento ou quando começam os vômitos. Por isso é importante conhecer sobre os casos de vômitos, gastrites e úlceras gástricas em de cães e gatos, em seus diferentes graus de intensidade.

A GASTRITE EM CÃES E GATOS

A gastrite pode ser provocada por herança genética ou pelo aparecimento das bactérias do gênero Helicobacter, as causas destas doenças em animais podem ser diversas.

Uns dos fatores mais comuns são o estresse e irritabilidade que podem reduzir a imunidade dos cães e gatos, pois a bactéria consegue agir de forma fácil quando os animais estão indefesos. A má alimentação ou ingestão de muitos alimentos ácidos ou que não são indicados para os cães e gatos também pode ajudar na manifestação destas doenças.

A bactéria Helicobacter Pylori destrói a mucosa que protege o estômago, fazendo com que este fique mais sensível aos alimentos. Além disso, a utilização de anti-inflamatórios por período prolongado pode causar o aparecimento da doença.

A gastrite aguda é o grau mais leve da doença e caracteriza-se pelo aparecimento dos primeiros sintomas. Ela pode surgir devido a ingestão de alimentos contaminados, agentes químicos ou até mesmo uma planta que o cachorro ou gato acaba ingerindo.

Com o agravamento da doença, muitas vezes devido à falta de tratamento, ela pode se tornar crônica, fazendo até mesmo que haja o aparecimento de feridas externas nos cães e gatos. Neste caso, o aparecimento da doença devido à bactéria Helicobacter Pylori é mais comum, mas ela pode resultar de uma gastrite aguda com as mesmas causas.

CAUSAS E SINTOMAS DA GASTRITE EM CÃES E GATOS

Geralmente, não há uma maneira de descobrir a causa exata da inflamação gástrica, por isso o ideal é deixar seu cão ou gato longe de restos de comidas, lixos, plantas venenosas, produtos químicos e ainda evitar o uso contínuo de medicamentos anti-inflamatórios para não deixar sensível a parede do estômago.

Se não houver a cura da doença, ela pode ser tornar uma úlcera gástrica, onde o animal vomita muito e pode até mesmo expelir sangue, pois a parede do estômago já se apresenta muito sensível neste estágio da doença gástrica. Ao verificar qualquer um dos primeiros indícios, já se deve buscar o tratamento adequado para que o problema não resulte em uma úlcera, ou seja, seu estágio mais avançado.

Cães e gatos vomitando é um sinal de preocupação para os donos e deve ser tratado com atenção, as dores sentidas pelos cães e gatos são abdominais e podem resultar em vômitos constantes, além do emagrecimento e da perda de apetite. Desta forma, ao perceber algum incômodo no animal, ver que seu cão ou gato não está comendo normalmente ou que está emagrecendo, procure um veterinário para ver como está o estômago dele.

Infelizmente, eles não podem falar, então como um bom dono você deve observar o seu comportamento sempre. O diagnóstico da lesão é feito através de endoscopia ou, conforme gravidade do caso, também por biópsia. Cuidar bem dos cães e gatos é a melhor forma de evitar casos de vômitos, gastrites e úlceras gástricas em seus diferentes graus de intensidade.